segunda-feira, 20 de abril de 2009

Procon constata diferença entre preços nos caixas e nas prateleiras


A tecnologia que aposentou as tradicionais etiquetas autocolantes, denominada de código de barras, vem trazendo dor-de-cabeça aos consumidores baianos. Dentre os problemas, a diferença de preços na prateleira e no efetivamente praticado no caixa merece destaque. São muitos os casos de vítimas deste erro no comércio. Dessa forma, os consumidores desatentos acabam pagando mais pela mercadoria.

Um funcionário do Procon de salvador disse que: “Preço diferenciado é uma falta gravíssima. O estabelecimento tem que ter uma responsabilidade única, respeitando o consumidor acima de tudo. O consumidor está sendo lesado por ter que pagar mais do que o anunciado”,


Caso ocorra tal erro o Consumidor pode receber em dobro?

Sim, há 12 anos julgando processos que envolvem direito do consumidor, o juiz Osvaldo Rosa entende que, em casos no qual o consumidor pagou mais do que o ofertado, a diferença tem que ser devolvida ao consumidor em dobro.

“Para isso, além de ter pago a mais, o consumidor precisa comprovar que o estabelecimento agiu de má-fé. Se os cuidados necessários não foram adotados, entendo que houve sim a má-fé”, destaca ele, acrescentando: “Como muitas vezes o problema é resolvido no próprio estabelecimento, as pessoas não denunciam. Mas é fundamental denunciar o local aos órgãos de defesa do consumidor”.


fonte: ibahia


Um comentário:

Jacky disse...

Parece que parei num blog de consumidores conscientes.
Resolvi deixar meu recado por ser consultora Natura - uma empresa que incentiva o consumo consciente e apresenta novidades que agradam o consumidor e se preocupa com o meio ambiente.
Dêem uma olhadinha no blog de consultoria.

:)