sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Caetité com água contaminada

Às vésperas da visita oficial de uma comissão da Agência Internacional de Energia Nuclear (AIEN) em suas minas de urânio em Caetité (BA), a estatal INB (Indústrias Nucleares do Brasil) está com um abacaxi de bom tamanho para descascar.

O Instituto de Águas da Bahia acaba de constatar que vários poços de água nos terrenos onde estão as minas de urânio da INB apresentam uma contaminação 40 vezes acima do nível máximo permitido pela Organização Mundial de Saúde.

O Instituto de Águas da Bahia suspendeu o fornecimento de água para a cidade e exigiu que a prefeitura local providenciasse carros-pipas para o abastecimento de água de cerca de 1 000 famílias.

Na segunda-feira, quando a turma de inspeção da AIEN desembarca em Caetité, que explicações a INB dará? O Greenpeace já programa várias manifestações para o dia da visita.

Na verdade, a descoberta da contaminação tem o carimbo do Greenpeace. Em 2008, a ONG ambientalista mais ativa do planeta foi a Caetité fez uma análise de sete poços na zona rural do município e constatou que dois deles estavam contaminados. A partir daí, o Instituto de Águas da Bahia começou a realizar novas análises e descobriu mais três poços contaminados dentro das minas da INB.
LauroJardim

Nenhum comentário: