segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Gildelson não tem chances de ser eleito


Como prometido na última semana, começo hoje a fazer um prognóstico dos pré-candidatos com base eleitoral em Vitória da Conquista para às eleições desse ano.

O primeiro é o secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer de Conquista, Gildelson Felício (PSB). Até o próximo dia 25 ele está de férias, conforme divulgado em primeira mão pelo TRIBUNA DA CONQUISTA.

Após articulação dentro de seu partido, o nome de Gildelson foi escolhido a ser o candidato a deputado federal no encontro do partido da cidade, que acompanhei por alguns minutos.

O partido é organizado na cidade e em alguns municípios da região. Mas o pré-candidato não tem histórico de agregador e que dialoga minimamente com os filiados de sua legenda.

Na secretaria que comanda, quem resolve as questões geralmente são coordenadores, mesmo que há negativa em público. Comentários recentes, é que nem as atrações para o Natal da Cidade teve o dedo de Felício. No que diz respeito ao esporte, é distante grupo amador e profissional. Na cultura e lazer, os atuais projetos foram introduzidos por outros membros comissionados do governo municipal.

Politicamente, é inexpressivo. Sem nenhum preconceito ou outro termo que as pessoas pensam. Digo isso em relação a votos. Pode chegar a 6 mil votos, no máximo. A força do vereador Gilzete, que já foi candidato a deputado por duas vezes e teve aproximadamente 10 mil votos, pode ajudar.

Mas sua candidatura não visa 2010 e sim 2012. Como os socialistas dão como certo a candidatura de Gilzete a prefeitura de Vitória da Conquista, Felício agora pode ganhar capilaridade e ser eleito para vereador. No máximo que pode agora, é ajudar seu partido a fazer um deputado federal.

Nenhum comentário: