sábado, 27 de fevereiro de 2010

Conhecimento de causa

O deputado Bispo Gê Tenuta, o principal político da igreja Renascer em Cristo, está agora preocupado com o problema da superlotação do sistema prisional brasileiro. Para ajudar a resolver a questão, resolveu sugerir a importação de um modelo do sistema prisional americano.

Inspirado, Bispo Gê, quer trazer a novidade para o Brasil:

- A aplicação de penas alternativas como, por exemplo, a concessão de liberdade vigiada por meio da implantação de monitoramento eletrônico, é um exemplo bem sucedido de outros países. Esse sistema de monitoração eletrônica permite, além de um sensível abatimento nos gastos públicos em relação à execução penal, uma maior viabilidade de reintegração do condenado à sociedade.

Beleza. Curiosamente, os dois brasileiros mais célebres a ter uma experiência assim são os líderes espirituais de Gê: Estevam e Sônia Hernandes, experts no assunto.

Em janeiro de 2007, após entrarem nos Estados Unidos com 56 400 dólares escondidos até em uma Bíblia, o casal passou 140 dias numa penitenciária americana além de cinco meses de prisão domiciliar e outros dois anos de liberdade condicional. Nesse período nos EUA, o casal utilizou longamente uma tornozeleira eletrônica que monitorava seus passos.
Por Lauro Jardim

Nenhum comentário: