quinta-feira, 17 de março de 2011

Serrano, e a “mala branca” para o Juazeiro?

A diretoria do Serrano Sport Club soltou na noite desta quinta-feira uma nota (clique aqui e leia) rechaçando o presidente do Vitória da Conquista, Ederlane Amorim, por ter divulgado que seu time, supostamente ganharia R$ 5 mil caso não perdesse a partida para o Fluminense de Feira de Santana no último domingo no estádio Lomanto Júnior.

Na nota o clube ressalta que solicitou espaços da mídia “para mobilizar os torcedores do Serrano e Bahia em prol do lançamento do adesivo comemorativo do jogo, ocorrido após uma carreata que percorreu as principais ruas da cidade”.

Mas alguns dirigentes desse mesmo clube, em conversar particulares, afirmava que a mídia que precisava do clube. Mas isso é outra história e que não vem ao caso nesse momento, porque não é interessante falar sobre o assunto e que é a opinião particular que querendo ou não deve ser respeitado.

Acontece que o Juazeiro também afirmou, através do Bahia Notícias, que o time recebeu R$ 5 mil para não perder para o Camaçari também no último domingo e a Nota de Esclarecimento, por incrível que pareça não toca no nome do Juazeiro e nem que vai tomar as providências cabíveis contra tal clube. Por que será?

Ofereceu a mala branca e pagou ao Juazeiro ou não? Faltou a Nota esclarecer isso.
Que Vitória da Conquista tenha cinco equipes na Primeira Divisão do Baianão ou que tenha apenas uma ou duas.

Acontece que, aí temos que ter consciência que o volume de dinheiro gasto pelo Serrano em 2011 é muito maior do que o do Vitória da Conquista, entretanto até o momento os resultados são quase que iguais, então o dinheiro não é tudo também no futebol.

Um comentário:

Roma disse...

Com a diretoria que tem o serrano, não é difícil acreditar que role todo tipo de mala lá... Rsss
Abraço, Diegão