quarta-feira, 13 de julho de 2011

Governo pode causar apagão nas parabólicas

A adoção da tecnologia sem fio Wimax para distribuição de banda larga e telefonia fixa e móvel pode praticamente acabar com o sinal das antenas parabólicas. O governo pretende licitar as faixas de frequência entre 3,4 e 3,6 gigahertz (GHz), mas as parabólicas atualmente fazem uso das faixas entre 3,62 GHz e 3,8 GHz.

Caso a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) autorize o uso das frequências, causará um apagão nas 22 milhões de antenas existentes. Tanto a Globo quanto a Record fizeram testes com seus equipamentos e constataram interferência na recepção dos sinais, o que prejudica a distribuição do conteúdo das cabeças de rede às suas afiliadas e retransmissoras.

A Anatel vai encomendar testes para apurar as denúncias e, caso sejam procedentes, buscará outra saída técnica antes da realização das licitações que, segundo a Folha, devem ocorrer ainda este ano.
AdNews

Nenhum comentário: