segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Guilherme Menezes tenta se redimir com funcionalismo público

O prefeito de Vitória da Conquista há alguns anos vem com sérios desgastes junto ao funcionalismo público municipal. Após enfrentar enorme greve dos servidores municipais e ver seu capital político diminuir avassaladoramente, Guilherme Menezes viu-se numa encruzilhada: ceder ou ceder. 

Isso começou em 2010 quando proporcionou um reajusta aos servidores maior do que queria. 
Isso ocorreu agora em 2011, de imediato, antes mesmo de ser deflagrado o movimento grevista. 
Isso ocorreu também com os estudantes que, após diversas manifestações, conseguiram ter a meia passagem estudantil também liberado durante o período do recesso escolar.

Mais, foi prometido aos mesmos estudantes, que até a metade de 2012 novos postos de recarga sejam criados: um na UESB e outro no bairro Brasil. 

Mas, o mais impressionante e com uma cartada que tende a mexer no pleito eleitoral antes mesmo de ser iniciado, foi a divulgação de que os servidores municipais vão receber, a partir de dezembro um cartão alimentação no valor de R$ 100,00.

Isso mesmo. R$ 100,00, sem ser descontado nada da folha salarial dos servidores. 

Bom, muito bom. 

Várias perguntas: vai durar até quando? Até passar as eleições de 2012? Ou será um bônus apenas para dezembro agora? 

Ganhando as eleições, que acredito ser difícil, o prefeito atual vai modificar seu pensamento e acrescentar esse valor ao salário base dos servidores? 

Vai haver reajuste, seguindo a inflação do ano anterior? 

Servidor, você igual a mim, pense nessas questões e vamos cobrar do prefeito Guilherme Menezes.

Nenhum comentário: