quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Consciência ambiental é mais forte na oposição

Uma curiosa revelação da pesquisa do Instituto Análise é que parlamentares da oposição tendem a ter maior consciência ambiental do que os governistas: 42% dos oposicionistas disseram-se contrários à “flexibilização da legislação ambiental para aumentar as áreas disponíveis para a agricultura”. 

Somente 21% dos governistas deram a mesma resposta. No total, 34% dos congressistas são favoráveis a mudar a lei para aumentar as áreas disponíveis para a agricultura, o que reforça o pendor agrário do atual Congresso, que, aliás, ficou bastante evidente na votação do Código Florestal. Foi nesse debate, inclusive, que o governo Dilma sofreu a sua primeira grande derrota legislativa quando, no último mês de maio, a Câmara contrariou a orientação oficial para aprovar uma anistia em favor dos agricultores que desmataram áreas que eles deveriam ter preservado. 

Nenhum comentário: